Skip to content

Resumo do livro Limites para ensinar aos filhos – Cap. 2

18 de maio de 2010

Segundo Capítulo – Como é o caráter?

Que tipo de pessoa estamos ensinando nosso filho a ser?

Neste capítulo é apresentado algumas características do caráter de um adulto, cujo os limites aplicados
de maneira adequada na vida de uma criança exercem papel decisivo na formação correta destas características:

Amoroso
Responsável
Livre
Com iniciativa
Respeito pela realidade
Crescimento
Voltado para a verdade
Voltado para a transcedência

Amoroso
I Coríntios 13:13
“Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.”

“O amor sem os frutos do amor no final das contas acaba não sendo amor”
“O amor é o que o amor faz”
Com estas frases os autores tentam enfatizar que quando os pais super protegem os seus filhos, com a
alegação de os amarem muito, na verdade estão causando um grande dano no caráter deste, porque ao ser
protegido de sofrimentos, ou não ser responsabilizado por seus atos, a criança se tornará um
adulto irresponsável, com algum vício ou má índole.
O amor não é egocêntrico, ou seja, a pessoa que ama verdadeiramente, não pensa somente em si mesma,
mas nas outras a sua volta. A pessoa que ama respeita os sentimentos e os limites dos outros. Um marido que
ama sua esposa não deve demonstrar este amor somente com palavras, mas converte-las em ações. Como?
sendo responsável, mantendo-se em um emprego onde poderá suprir as necessidades financeiras de sua
família. Fazer a parte que lhe cabe como provedor do lar.

Responsável
Outro aspecto de um caráter maduro é a responsabilidade.
Responsabiliade é assumir o controle sobre sua própria vida, saber que você é quem responde por sua
vida. Ninguém pode viver por ninguém, logo cada um é responsável por sua própria vida.
São realmente responsáveis as pessoas que assumem seus atos, suas emoções, suas limitações, seus
valores e suas paixões e as consequências de cada um deles.
Assumir as responsabilidade sobre nossos atos não é nada fácil para o serhumano, veja Gênesis 3:12-13.

Livre
Temos liberdade para fazer escolhas quanto aos nossos relacionamentos e à nossa vida.
As coisas que acontecem conosco não são obras do acaso, ou do destino. As escolhas que fazemos determinam
o curso que nossa vida irá tomar.
Não somos vítimas dos acontecimentos, mas quando acontecimentos alheios à nossa vontade ocorrem somos
livres para fazer escolhas a respeito, e não pensar que simplesmente não podemos fazer nada e levar
uma vida triste e angustiada.

Com iniciativa
Geralmente os problemas de iniciativa estão relacionados a problemas de limites. As crianças precisam ser incentivadas a ter iniciativa, e isto é parte importante da aprendizagem sobre limites. Para tanto não podemos poupar nossos filhos das conseqüências dos seus atos.

Respeito pela realidade
Respeitar a realidade é entender que atitudes reais causam conseqüências reais. Nossos filhos não podem ser poupados da realidade, não podemos fazer tudo por eles, e devemos fazê-los assumir a responsabilidade por suas atitudes e as reais conseqüências. Uma pessoa que não estuda, vai mal na escola, se maltrata as pessoas será maltratado. A vida nos dá coisas boas e coisas más, os limites nos ajudam a escolher um dos caminhos a seguir e assumir a responsabilidade desta escolha.

Crescimento
A capacidade de crescer é um traço do caráter. Uma boa criação pode ajudar a criança a desenvolver um caráter que enfrente os obstáculos da vida e busque crescimento. Isso significa desenvolver capacidades e adquirir conhecimento, além de aceitar características negativas sobre si mesma que precisam ser mudadas.

Voltado para verdade
Esconder a verdade e mentir acaba com os laços de confiança existentes entre as pessoas num relacionamento. É nosso dever como pais ter um padrão de comportamento que encoraja a criança a ser sincera em todas as circunstâncias.

Voltado para transcendência
Mateus 22:35 – E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.

Reconhecer que não somos Deus. Que não temos controle sobre tudo nem sobre todos ao nosso redor é importantíssimo para superar as dificuldades da vida e vive-la de forma mais leve e prazerosa.`

Um encargo maior
Comece pensando no fim. No fim o que cada pai almeja para seu filho é que se torne um adulto responsável, de bom caráter, de sucesso em tudo o que fizer e que ame a Deus. Este trabalho começa agora enquanto são crianças.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: