Skip to content

Resumo do livro Limites para ensinar aos filhos – Cap. 9

9 de junho de 2010

A lei da Avaliação

Como pais precisamos saber a diferença entre magoar e prejudicar, caso contrário nosso filhos não vão conseguir desenvolver limites.

Magoar significa que, possivelmente por causa do castigo, a pessoa pode ficar triste, com o orgulho ferido ou perder alguma coisa que preza.

Prejudicar significa causar dano, ferir a pessoa ou, por meio de condenações, acusações ou abandono, não dar o que ela precisa.

Dor e crescimento

A primeira lição a ser aprendida é que “não há crescimento sem dor”.

E a segunda lição é “nem toda dor traz o crescimento”.

Essa diferença é o que determina se alguém fica onde está ou passa para um nível superior de amadurecimento.

Tudo tem um preço, se não nos esforçar-mos não melhoraremos.

Quatro regras para avaliar a dor

1 – Não deixe que a dor do seu filho controle as suas ações.

2 – Não confunda as sua dor com a de seu filho

3  –  Ensine seu filho a ver que não se deve fugir da dor, mas fazer dela uma aliada

4 – Certifique-se de que a dor seja do amadurecimento e não um sofrimento ou necessidade

Pense nisso com um bem

Deus não nos poupa da dor de aprender-mos a ter disciplina e a perseverar

Tiago 1

2 ¶ Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações;
3 Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência.
4 Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma.

Deus castiga a quem ama, assim como o pai castiga o filho

Hebreus 12

5 E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, E não desmaies quando por ele fores repreendido;
6 Porque o Senhor corrige o que ama, E açoita a qualquer que recebe por filho.
7 Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija?
8 Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.
9 Além do que, tivemos nossos pais segundo a carne, para nos corrigirem, e nós os reverenciamos; não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, para vivermos?
10 Porque aqueles, na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia; mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade.

Não castigar o filho é um ato de ódio e não de amor

Provérbios 13

24 ¶ O que não faz uso da vara odeia seu filho, mas o que o ama, desde cedo o castiga.
Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: