Pular para o conteúdo

A ordenança da Páscoa

26 de abril de 2011

Quando a Páscoa foi instituída?

A Páscoa foi instituída em Êxodo 12 : 1 – 28, quando os descendentes de Jacó, que teve seu nome mudado para Israel, ainda eram escravos no Egito. (Ex 12 : 40 – 51; Lv 23 : 4 -8)

Porque a Páscoa foi instituída?

Para os filhos de Israel lembrarem e  celebrarem o dia que o Senhor os tirou da escravidão do Egito. (Ex 12 : 14, 17, 26, 27)

Quem pode comemorar a Páscoa?

A Páscoa instituída por Deus através de Moisés, somente os filhos de Israel, os israelitas, nenhum estrangeiro, a não ser que fosse circuncidado. (Ex 12 : 43)

Como cristãos podemos celebrar a Páscoa?

Se observarmos bem as escrituras do novo testamento veremos que Jesus, sendo descendente  de Israel, natural da terra, participou das festas dos pães asmos e da Páscoa.

Veja Mt 26 : 17 – 19, 26 – 30; Mc 14 : 12 – 16, 22 – 26; Lc 22 : 7 – 20; Jo 13 : 1 – 4

A ceia da Páscoa foi preparada como Deus havia ensinado a Moisés, os pães sem fermento, o cordeiro perfeito, as especiarias.

Porém uma coisa especial aconteceu naquela ceia, Jesus foi entregue para ser morto como holocausto para propiciação dos nossos pecados. E naquela ocasião Jesus instituiu uma nova Páscoa, a Páscoa que ao invés de celebrar a saída dos filhos de Israel da escravidão celebraremos a memória de Cristo.

Pois ele disse em Lc 22 : 19b “fazei isto em memória de mim”. Fazer o quê em memória dele?

Somente partir o pão? Não, ele disse para fazer toda a ceia pascal em memória dele, e não mais em memória da libertação da escravidão egípcia.

Assim como Deus fez a antiga aliança com Israel por meio de Moisés (Ex 24 : 1 – 11) aspergindo o sangue do cordeiro sobre o povo. Jesus fez nova todas as coisas, ou seja, fez uma nova aliança, agora com todos os povos da Terra, não somente com Israel, derramando seu sangue sobre a cruz. (Jo 3 : 35)

Se analisarmos profundamente as escrituras, veremos que hoje praticamente a maioria da igrejas não seguem as escrituras no que tange a ceia do Senhor (ceia pascal). Em I Coríntios, vemos Paulo corrigindo os cristãos de Coríntios por se reunirem na igreja para fazer a ceia e uns comiam mais que outros, alguns até se embriagavam, outros iam para a igreja matar a fome na ceia.

Será que eles matavam a fome somente comendo pedacinhos de pão como é hoje?

O próprio Jesus ensinou à Paulo a respeito de todas as coisas, inclusive sobre a ceia.

Jesus Cristo, era displicente quanto à lei de Deus? Não! Em tudo foi obediente e zeloso. Jesus, era israelita e comemorava a Páscoa. Paulo, era judeu fervoroso e também zeloso quanto à lei de Moisés. Eles ensinaram que a ceia a ser feita na igreja era a ceia pascal, e nesta ceia partir o pão e o fruto da videira, como foi instituído por Moisés e obedecido por Jesus, mas com o diferencial (como já dito antes), agora não mais para lembrar a libertação da escravidão do Egito, mas sim para lembrar da libertação da escravidão do pecado pelo sangue do cordeiro derramado na cruz.

Portanto nós cristãos podemos e devemos fazer a ceia de Páscoa, mas não uma ceia onde não se come carne, pode-se comer carne, e ainda partir o pão e o fruto da videira celebrando a ressurreição de Cristo.
É a na ceia de Páscoa que devemos partir o pão e beber do fruto da videira em memória de Cristo reunido com os irmãos.

Anúncios

From → Estudos Biblicos

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: